Arquivo do mês: novembro 2007

HISTÓRIAS DA RÚSSIA (1)

O TÁXI
Para fazer a cobertura da 43.ª Copa Mundial Qubica AMF fiquei na Rússia, em São Petersburgo, de 1 a 11 de novembro de 2007. Era início do inverno, com a temperatura variando de 1 a -4 graus, e nevando na metade da minha estada entre os russos.
Continuar lendo

(WC-23) VÍDEOS DA FINAL MASCULINA DA COPA MUNDIAL

43.ª COPA MUNDIAL DE BOLICHE QUBICA AMF
3 a 11 de novembro de 2007 – Continental Bowling – São Petersburgo, Rússia

Apresentação e bate-bola da final

Primeira partida (melhor-de-três) da finalíssima (parte 1)

Primeira partida (melhor-de-três) da finalíssima (parte 2)

(WC-22) FINAL MASCULINA DA COPA MUNDIAL

43.ª COPA MUNDIAL DE BOLICHE QUBICA AMF
3 a 11 de novembro de 2007 – Continental Bowling – São Petersburgo, Rússia

Terminaram agora (16h local, 11h São Paulo) as finais masculinas da Copa Mundial de Boliche.

No primeiro desafio o norte-americano mal deixou o colombiano Andres Gomes respirar … fez dois a zero (247 x 196 e 276 x 205) e despachou o sul-americano.

A surpresa foi a geléia geral nas finais … com o decepcionante desempenho do australiano Jason Belmonte.

O cara nada fez na primeira partida do segundo desafio perdendo feio para Hoffman 227 x 147. Na segunda partida o geléia, digo, Jason mostrou seu potente jogo detonando o gringo com 268 x 192.

Mas na partida decisiva … mais geléia … 181 x 221, apesar da torcida a favor do debochado Belmonte e a visível antipatia gerada pelo arrogante Hoffman.

O novo campeão mundial é Bill Hoffman.

Clap … clap

(WC-21) FINAL FEMININA DA COPA MUNDIAL

43.ª COPA MUNDIAL DE BOLICHE QUBICA AMF
3 a 11 de novembro de 2007 – Continental Bowling – São Petersburgo, Rússia

Terminaram agora (13h15 local, 8h15 São Paulo) as finais femininas da Copa Mundial de Boliche.

A nova campeã mundial é a australiana Ann-Marree Putney, primeira colocada na fase das oitavas -de-final.

No primeiro jogo das finais (sistema melhor-de-tres) a coreana sun Hee Lee ganhou da alemã Tina Hulsch por 2 a 0 (226 x 223 e 258 x 227).

Na partida final Putney não deu a menor chance para Lee e ganhou de 2 a 0 (280 x 201 e 247 x 226).

(WC-20) UM VITORIOSO FORA DAS FINAIS

O brasileiro Marcelo Suartz encerrou sua participação na Copa Mundial, na manhã dessa sexta-feira, ficando na sétima posição, depois de passarar pelo cobiçado terceiro lugar (que classificaria para as finais) na terceira partida do dia.

Após 40 partidas, Suartz fechou com 8707 pontos e a excelente média de 217,68.

Os três finalistas são Jason Belmonte da Austrália (9405 – 235,13), Bill Hoffman dos Estados Unidos (9172 – 229,30) e Andres Gomez da Colômbia (8888 – 222,20). O canadense Michael Schmidt, campeão da Copa Mundial em 2005, na Eslovênia, ficou fora das finais em quarto lugar (8793 – 219,83), seguido pelo inglês Paul Moor (8759 – 218,98), pelo nosso brasileiro Marcelo Suartz (8707 – 217,68) e pelo austríaco Thomas Gross (8490 – 212,25).

Foi uma maravilhosa campanha do Marcelo, melhor ainda que chegou muito perto do título.

Ano que vem tem mais …

(WC-19) MAIS UM 300 … DE JASON BELMONTE

43.ª COPA MUNDIAL DE BOLICHE QUBICA AMF
3 a 11 de novembro de 2007 – Continental Bowling – São Petersburgo, Rússia

Belmonte, o fantástico australiano, parece jogar quando quer … despreocupado com a classificação para as finais, por conta dos 252 pinos a mais sobre o segundo colocado, o norte-americano Bill Hoffman, “Belmo” jogou pro gasto … no caso dele significa 205, 224, 192, 216, 236, 216 e … um joguinho perfeito básico (300) na sétima linha do dia.

Foi o 30.o jogo perfeito masculino da história da Copa Mundial Qubica AMF (o 37.o no geral, considerando os seis femininos).

O cara joga tanto e tão bem que chega a irritar alguns com seus trejeitos de arrogância e … diria até … de tédio.

(WC-18) MARCELO SUARTZ E O MÍSSIL BRASILEIRO!

43.ª COPA MUNDIAL DE BOLICHE QUBICA AMF
3 a 11 de novembro de 2007 – Continental Bowling – São Petersburgo, Rússia

Muita emoção nesta segunda fase classificatória, até vídeo fizeram …

Novamente o brasileiro Marcelo Suartz começou apreensivo com 192, começou a se soltar com 214, melhorou bem com 249, mas … sempre um mas … despencou da quarta para a sétima posição ao bater (ou apanhar?) 138 e depois 175.

Aí veio a tal sexta linha … (no par 13-14) o Marcelo disparou um míssil para fechar o pino 4 na pista 14 … o maldito switcher quebrou … a bola subiu … subiu … subiu … (ainda bem que o teto aqui é altíssimo) … caiu na mesma pista mas subiu novamente e desceu no pin-deck da pista 13 … e tudo foi filmado …

Clique aqui e veja o incrível míssil do Marcelo, filmado por Rida Al Fazzani da Líbia e produzido por Flavio Cuva

Ainda bem que esse incidente não atrapalhou o Marcelo e ele fechou 214. Depois veio a grande recompensa pela bela demonstração de auto-controle … um potente 279 para cortar qualquer risadinha pelos cantos. É isso aí, Marcelo, mandou o míssil e DETONOU GERAL!

Como disse o Herbert Bickel, editor do http://www.bowlingdigital.com, “considerando o 279, talvez essa seja apenas uma forma radical para mudar de bola”.

Marcelo Suartz, pela primeira vez na história, coloca o Brasil na semi-final da mais tradicional Copa Mundial de Boliche.

Parabéns é pouco! O cara merece vivas e hurras por muito tempo …

PS: Para ver os resultados oficiais clique aqui …