Arquivo do dia: 03/11/2007

(WC-6) BRASILEIROS NA RÚSSIA – A MISSÃO

43.ª COPA MUNDIAL DE BOLICHE QUBICA AMF
3 a 11 de novembro de 2007 – Continental Bowling – São Petersburgo, Rússia

Quando saímos do controle de imigração, no aeroporto de São Petersburgo, imaginávamos que alguém da Copa Mundial estivesse nos esperando mas … não havia ninguém! Já passavam vinte minutos da meia-noite (hora local) quando resolvemos chamar um táxi. Até que chamar foi fácil … aqui táxi diz-se “táksi” … rs … o difícil foi negociar preço. Não teve jeito, pois acabamos diminuindo nossas reservas em 30 euros (ou 82 reais, ou 43 dólares ou 827 rublos).

Chegamos ao hotel e logo estranhamos ninguém vir nos receber … novamente. Então pegamos as malas nós mesmos (4 enormes e 4 menores) e levamos para a porta do hotel, imaginando que viria alguém ajudar … e ninguém veio. Colocamos as malas num carrinho e fomos ao chek-in. Dois garotos (tão novos que devem gostar do High School Musical) nos atenderam demonstrando mais dúvidas que as nossas. Nosso vaucher indicava início em 01.11.07, mas não havia reserva. Duas simpáticas (e lindas) representantes da Federação Russa vieram tentar resolver o problema e conseguiram, para a nossa alegria.

Subimos pro quarto 6283 – Bloco 2 e mal tivemos forças para nos arrumarmos pra dormir …

Colocamos o despertador para as 9h porque o café da manhã ia até as 10h30. Um cochilo a mais nos deixou em cima da hora limite, mas fomos apressados em direção ao restaurante, mesmo sendo 10h e o café ser no mesmo prédio. Ocorre que o tal edifício é em formato de “U” … e o local (Paulaner) fica do lado oposto onde estávamos … ou seja no fim do U …

Apesar do mapa (sim … tinha um mapa para o café da manhã) acabamos errando uma das dezenas de portas que encontramos pela frente e acabamos na garagem. Dois russos entraram junto conosco no elevador. Aproveitamos a oportunidade para perguntar toscamente em russo (mais sinais que palavras) onde ficava o tal Paulaner. Um deles fez sinal que o seguíssemos, olhei para o Rafael e pensei “êpa”. Saímos do elevador, viramos à esquerda, entramos numa porta e … tchan tchan tchan … chegamos numa imensa sala … completamente em reformas! Continuamos seguindo o russo … virando à esquerda … outra vez à esquerda … alguns passos à frente e … pimba … um imenso corredor que ia até o Paulaner.

Ouvi um chamado … Bira!!! … era a simpatissíma Ms. Judy nos dando as boas-vindas … FINALMENTE! Sentimos então que estávamos oficialmente participando da 43.ª edição da tradicional Copa Mundial Qubica AMF de Boliche.

Na mesa ao lado estava meu ídolo no bowling, o mexicano Daniel Falconi e conterrâneos, foi outro encontro prazeiroso. Noutra mesa estava o marroquino Patrick Leroy … e por aí foi …

Eram 10h29 … um minuto para o prazo final … entramos na sala do café, pegamos umas xícaras e pratos, sucos, frutas, laticínios, pães, etc. Mal começamos a comer, já pensando num repeteco, quando ouvimos o barulho da porta onde estavam as guloseimas matinais. Kabum! Fecharam e trancaram. OK, OK … nos contentamos com o que conseguimos pegar e bastou … rs

aBIRAços