Arquivo do dia: 07/05/2008

TEMPO TÃO FELIZ… (5)

CARCARAWeb“ESTORIETA ESPORTIVA – BOLICHE
(da série Arqueológica do Blog do Fernando Cals, publicada lá em 12.10.2004)

1964, dezembro, batizado da minha primeira filha, Andréa, o boliche estava em alta. No Rio e em São Paulo os boliches, todos em condições precárias (isso eu veria bem mais tarde, quando começaram a aparecer os boliches de qualidade, automáticos, de competição), pululavam pelo Rio todo. Mais ou menos umas quinze casas do gênero. Era o barato da época!

Comecei meio sem querer, pois ainda não havia assimilado bem a idéia de arremessar uma bola de mais de sete quilos, pela noite a fora. Resistia aos convites. Mas, nesse dia do batizado da Andréa, com amigos e primos que já jogavam, fui (fomos, eu e Verinha) jogar no boliche Gávea.

Como nunca havia jogado, além de observar alguns caras que jogavam bem, tentei ver qual a semelhança com algum dos esportes que praticara. Imediatamente fiz uma analogia com o basquete, achando que a corrida para o arremesso do boliche tinha algo a ver com a bandeja do basquete e fui me ajeitando. Já no fim da noite, não jogava mais a bola na canaleta.

Nunca mais parei de jogar boliche, esporte que pratiquei até o ano 2001 quando mudei para Correas e, dadas as péssimas condições das pistas locais, arquivei bolas, sapatos, luvas e demais “geringonças” do jogo. Com muita pena, pois adorava jogar boliche.

Dessa data, meu primeiro encontro com o boliche, foi um pulo para eu começar a me interessar pelos campeonatos. Jogava bem, tinha uma boa disponibilidade física e entrei nas primeiras equipes oficiais dos boliches da época. Joguei primeiro na equipe do Pax, boliche de Ipanema, depois fizemos um equipe, Gemini 5, com minha mulher, minha irmã e meu cunhado, todos nascidos sob o signo de Gêmeos. Pura e gostosa brincadeira.

A partir daí, a coisa ficou séria, alguns amigos formaram uma equipe, fui convidado e… foi um pulo! Nascia o Carcará; e deu certo! Muito certo!

O CARCARÁ!!!
No primeiro Rio/São Paulo do esporte (já começavam a existir as Federações e clubes de boliche), disputamos bem, mas chegamos em quarto lugar. Ganhou uma equipe de São Paulo, se não me engano, do Corintians. Grande equipe!

Ficamos ligados e montamos, para o Rio/SP de 1970, uma equipe mais forte, apoiada no grupo básico inicial (Guido, o fundador, Felipe, Bob e Fernandão), trouxemos um cara que era (foi durante muito tempo) um dos craques da modalidade, Toninho Carvalho, incorporamos o Costa, grego engraçadissimo e bom jogador, veio o Ivan (o Doutor), um médico que jogava esquisitamente, mas muito eficiente, e fomos a luta.

CarcaraAnos70RioSP2Web

A EQUIPE!

Moral da estória: ao fim de quatro meses de disputas, fomos campeões com quatro rodadas de antecedência, dando início ai, a hegemonia do Carcará, no Rio e no Brasil, até meados dos anos 90.

Muitas vitórias e muita estória pra contar.

BOLICHE EM RONDONÓPOLIS-MT (1)

Rondonópolis sedia 1ª etapa do Mato-grossense de Boliche 2008
(por Heidyel Rodrigues, da Redação do Diário da Serra, Tangará da Serra/MT)

Aconteceu no último dia 26 e 27, em Rondonópolis, a primeira Etapa do Mato-Grossense de Boliche 2008. O evento foi dividido em duas etapas. De acordo com o organizador do evento, Sandro Zacarkim, o número de inscritos superou as expectativas em relação as competições passadas, com um total de 36 atletas, em 18 duplas. “O objetivo foi alcançado, pois reunimos os amantes do boliche e conquistamos novos adeptos da modalidade além de estarmos divulgando o esporte”, declara Zacarkim, onde o mesmo agradece o apoio da Prefeitura Municipal e a Secretaria Municipal de Esporte, por ceder o transporte para os atletas até Rondonópolis.

A competição teve o encontro de atletas de Sinop, Cuiabá, Tangará da Serra e Rondonópolis. Tangará da Serra foi bem representada com uma equipes de 14 atletas, disputando todos nas divisões de duplas e individual.

Individual 2ª divisão:
1º lugar – Sandro Zacarkim – Tangará
2º lugar – Tom – Tangará
3º lugar – Limpa – Rondonópolis
4° lugar – Marcelo – Rondonópolis
5° lugar – Gilberto Negri – Tangará

Duplas 2ª Divisão:
1º lugar – Sandro Zacarkim e Edson Pessoa – Tangará
2º lugar – Marcelo e Limpa – Rondonópolis
3º lugar – Tom e Tico – Tangará
4° lugar – Diogo Bertelli e Gilberto Negri – Tangará
5° lugar – Luis e Bastitela – Rondonópolis

Notícia publicada no
[img:jornal_diario_ms.gif,full,vazio]