Arquivo do mês: julho 2008

BOLICHEMANIA (4): A LEAGUE OF ORDINARY GENTLEMEN

leaguegentlemen
A League of Ordinary Gentlemen (Estados Unidos, 2004, 93 minutos)
Filme documentário
Diretor: Christopher Browne

“Na estrada, em companhia das estrelas do boliche norte-americano”

A PBA foi adquirida em março de 2000 por antigos executivos da Microsoft, como Chris Peters (presidente), Rob Glaser e Mike Slade. A sede corporativa da mais importante Associação Profissional de Jogadores de Boliche foi transferida para Seattle, Washington. Conduzidos pelo CEO Steve Miller, um ex-executivo Nike, esse grupo de novos proprietários foi a tábua de salvação da PBA, então à beira da extinção.

Browne, o diretor desse ótimo documentário, acompanha um grupo de famosos jogadores de boliche de meia-idade na busca da revitalização do esporte, participando do complexo processo de recuperar a audiência dos telespectadores, em queda nos Estados Unidos a partir dos anos 80.

Browne é simples, porém contundente, realista e emocionante.

É muito interessante ver de perto os bastidores do famoso Tour PBA, observar como se comportam as grandes estrelas do seleto grupo que vive do (e para o) boliche. Os melhores momentos, na minha opinião, ficam com o genial genioso Pete Weber, sempre desafiando o rival preciso e poderoso Walter Ray Williams Júnior. Também vale conhecer (eu não conhecia) o emocional e instável Chris Barnes e o tocante e triste final de carreira do super campeão Waynne Webb, ganhador de 20 títulos PBA. A cena com ele no boliche fazendo um “bico” para sobreviver, apesar de um tanto patética, é emblemática e chocante.

E ainda tem muita informação sobre o boliche como negócio esportivo. Recomendo. Com louvor.

Vale a pena baixar esse documentário, ou então encomendar no AMAZON.

SITE: http://www.bowlingmovie.com/

TRAILER

A música do comediante e músico Stephen Lynch (“Bowling Song”) tem um espírito sarcástico e irônico, mas não deixa de ser um desabafo sobre o desprezo que alguns tem pelo boliche.

A letra e o vídeo com a versão completa estão abaixo:

Bowling Song
(Almighty Malachi Professional Bowling God)

You watch me on your TV.
Say that my job is easy.
Say I am not athletic.
You think my sport’s pathetic.

But you can’t judge me ’till you walked a mile in my bowling shoes.

So I don’t get all the ladies.
And my clothes are from the 80’s
I am known throughout the valleys.
As the prophet of alleys.

And as I roll the ball I cry, “Let me bowl or let me die!”
I am mighty Malakai, the bowling god.
The smell of rising gets my high.
Kiss those f—in’ pins goodbye!
I am mighty Malakai, the bowling… the bowling… god.

Got a ball that’s smooth and all black.
I keep it in my lucky ball-sac.
I get a feeling in my soul.
As I finger every hole.

And as I roll the ball I cry, “Let me bowl or let me die!”
I am mighty Malakai, the bowling god.
The smell of rising gets my high.
Kiss those f—in’ pins goodbye!
I am mighty Malakai, the bowling… the bowling…

Not a single men will try, to beat almighty Malakai.
All that challenge me are slain.
Come on, f—ers pick a lane.

Marshall Holman and Gary Dickens, get in line for your ass kickins’.
Johnny Petraglia and Norm Duke, your so lame it makes me puke.
Oh I’m on the pro-bowl sector.
There’s to Don his wrist protector.

Not that pussy Nelson Burton, tells me that his wrist is hurtin’.
Hey Mark Walfey, Earl the Pearl, are ya’ scared to give the ball a hurl?
How bout’ Dick Webber and his son Pete?
I’ll turn the motha fuckas to cream of wheat!

And as I roll the ball I cry, “Let me bowl or let me die!”
I am mighty Malakai, the bowling god.
The smell of rising gets my high.
Kiss those f—in’ pins goodbye!
I am mighty Malakai, the bowling… bowling… ohhhhh!
The bowling god!!

Anúncios

ANIVERSARIANTES NO PLANET BOWLING/SP

No domingo, dia 13, após o final da segunda rodada da III Taça Friends, José Luiz Veiga e amigos, todos aniversariantes no mês de julho, comomemoram mais um ano de vida, com muito bolo, festa e alegria. Vejam..

WILLIAM HIDEKI, A UM PASSO DA PERFEIÇÃO…

A III Taça Friends de boliche está sendo disputada nas 26 pistas AMF do Planet Bowling, em São Paulo, Capital, nos dias 12, 13, 19 e 20 de julho.

Os resultados completos para download estão na página da Taça Friends 2008, clique aqui e veja…

Nas duas primeiras rodadas os destaques foram:

> Fábio Rezende liderando a 1.a divisão masculina com ótimos 225,10 pontos de média (247, 217, 223, 193, 234, 210, 246, 203, 258 e 220).

> Roseli Santos também está com boa média na 1.a divisão feminina, 211,80 (202, 231, 219, 211, 194, 159, 244, 263, 229 e 166).

> O maior destaque, porém, aconteceu na rodada de domingo com William Hideki, que ficou na 13.a posição do primeiro dia (sábado) ao fazer 202, 216, 191, 203 e 187 (999 no total da rodada e média de 199,80), mas esteve impecável na segunda rodada, fazendo a maior série até agora (1200 pontos e 240,00 de média), graças a um início quase perfeito. Assistam…

… mas William não se abalou por causa desse pino 4 e bateu 259 na segunda linha, depois 196, 215 e 231, o que o levou para a segunda posição após saltar onze oponentes.

No próximo final de semana continua…