Arquivo do mês: agosto 2008

BOWLING & UNIVERSITY – USA

Vou escrever sobre minhas experiências nesse mês que fiquei nos Estados Unidos.

Primeiramente gostaria de parabenizar as meninas do Brasil, aprendi muito com os resultados delas sobre merecimento nesse Mundial Juvenil.

Foi realmente incrível o que aprendi jogando este Mundial e o Torneio das Américas. Uma das perguntas que fiquei fazendo depois do Mundial foi “será que o resultado em si realmente corresponde ao esforço, dedicação e principalmente ao merecimento?”

Sei que a resposta é muito fácil, mais o difícil para mim é entendê-la. Dediquei-me seis meses como nunca havia me dedicado antes para um Campeonato de boliche, não estou falando SOMENTE de treinamento dentro da pista, mas de treinamento na academia quatro vezes na semana, alimentação com seis refeições diárias.

E o Resultado final? Amarguei uma desclassificação para o Master na última linha.

O mais importante, quando não se corresponde às próprias expectativas, é refletir o porquê do desempenho.

Quando acabou o jogo, não parava de pensar na minha desclassificação. Estava desapontado. Era claro na minha cabeça que merecia muito me classificar e chegar ao pódio, depois de tanto esforço feito. Porém dias depois é que entendi o porquê disso tudo: NÃO ERA A MINHA HORA.

Logo depois que acabou o jogo, conversei bastante com a Shannon O´Keefe (grande medalhista mundial e ganhadora de diversos títulos importantes) à procura de uma resposta.

Ela foi bem sincera comigo. Deu-me uma visão muito ampla sobre os pensamentos antes, durante e depois de um torneio. Ajudou-me a perceber os erros que cometi neste torneio.

Na última linha estava pensando como ia ser jogar o Master e o que ia fazer para me dar melhor no longo no dia seguinte. Regra número 1: esqueça o passado, não pense no futuro e fique no presente.

Por exemplo, alguma vez você uns minutos depois de que errar um pino 10, lembrou do erro e ficou bravo consigo mesmo? É provável que sim, pois todos já fizemos isso.

Esqueça o passado e não pense no 247 que você pretende fazer na próxima linha, fique no presente.

Ela enfatizou a parte do caráter do atleta. Um jogador arrogante vai ganhar uma vez ou outra, mas um jogador humilde e atencioso provavelmente vai ganhar muitas vezes mais. E isso podemos levar até para o lado nos negócios, pois a vida funciona assim.

Acho que essa conversa foi boa pra ela mesma, porque tenho certeza que ela está aplicando as mesmas técnicas que estou aplicando sobre como se levantar depois de uma derrota, ainda mais depois dela não ter se classificado entre as 16 melhores nesse ultimo U.S Open Feminino, há mais de um mês atrás.

Enfim, mesmo depois de conversar com os meus amigos de time e com a Shannon, não havia chegado a um consenso pessoal sobre o meu desempenho.

Conforme os dias foram passando fui fazendo reflexões sobre tudo o que estava se passando com o meu boliche. Nós sempre vamos perder mais que ganhar no boliche, isso é fato, Pode-se jogar dez torneios da PBA e, se ganhar quatro deles, com certeza será uma grande estrela. Isso é bom. Quanto a perder mais que ganhar, é bom saber que aprendemos mais quando perdemos, ou seja, aprendemos constantemente.

Tirei muitas lições nesses dias. Posso até dizer que aprendemos muito refletindo com a gente mesmo. Refleti sobre o que poderíamos ter feito para conseguir o nosso objetivo.

Diria que meu ponto fraco no boliche é a estratégia. Talvez pelo eixo de rotação da minha bola eu tenha que fazer mais mudanças que outros jogadores, fugindo da trajetória de bola simples, porque atualmente nos condicionamentos difíceis isso é imprescindível. Necessito de mais velocidade nas mudanças e quem sabe mais velocidade de bola. Tenho quase certeza que errei na estratégia tanto no óleo curto quanto no óleo longo do Mundial.

Na primeira vez que fui à Kegel, um pouco antes do mundial, Joe Slowinski (Técnico da Kegel e meu técnico atualmente) disse-me para não hesitar em jogar com a minha bola de plástico no óleo curto. Lógico que minha primeira impressão foi que era piada. Treinei isso tudo para jogar de côco no Mundial? Esse cara deve estar brincando.

Nos meus primeiros treinos no boliche da competição, meus melhores arremessos no óleo curto foram com, até então rejeitada por mim, a tal bola de plástico. Acho que os 215 de média com a minha bola de plástico poderiam ter sido melhores com uma bola reativa, jogando parecido como o primeiro do All Events. Tenho certeza que faria melhor, pois ele estava melhor daquele jeito. Tudo que não deu certo, não deu por uma razão, basta descobrir o porquê para poder fazer melhor da próxima vez, esse é o aprendizado que importa.

Outra parte que somente agora estou me aprofundando, que considero fundamental pra um jogador de boliche de alto nível e, tenho certeza, faltou para mim nestes torneios, é a parte mental. Quando falo nisso quero dizer sobre os exercícios mentais sobre visualizações das imagens da sua perfomance, que trará muitos benefícios, como CONFIANCA, positividade e tranqüilidade.

Outro dia estava pensando sobre uma coisa que a grande maioria dos bolicheiros aqui no Brasil adoram fazer, reclamar e perder o controle durante o jogo. Se as pessoas, os pinos ou até mesmo a sua perfomance durante o torneio, tiverem que ser exatamente do jeito que você espera então você se tornou refém do Universo. Ou seja, nada no seu desempenho durante uma competição deve ser da maneira que você espera.

Sempre teremos desafios e problemas, cabe a nós sabermos como lidar com eles.

Esqueça a demora de vinte minutos no seu par de pista por conta do retorno quebrou, esqueça aquela pessoa que chega para você e faz algum comentário para que pense em algo não relacionado ao seu jogo naquele momento, esqueça os problemas com sua mulher, esqueça os problemas que teve no último mês com seus negócios. Você está no campeonato para se divertir e dar o melhor de si.

Quando estiver dividindo a atenção com o seu foco no boliche com outra coisa, não estará dando o seu máximo.

“I would rather have a good plan today than a perfect plan two weeks from now.”
“E u prefiro ter um bom plano hoje que um plano perfeito daqui duas semanas.”
Ou seja, não deixa pra amanhã o que se pode fazer agora. Monte seus objetivos e vá atrás deles o quanto antes, mesmo que não sejam perfeitos agora!

Outro dia vi uma entrevista com o Michael Phelps, o maior medalhista olímpico que o mundo já conheceu. Ele disse que há quatro anos havia escrito num papel os seus objetivos, estava lá tudo o que ele queria inclusive ganhar as tão sonhadas oito medalhas de ouro em Pequim. O repórter perguntou a ele, com qual freqüência você lê este seu papel? Ele disse: Não existe uma freqüência exata, sempre que sinto cansaço, que estou querendo não ir treinar ou desmotivado, eu procuro esse papel e o leio novamente, para que me lembre dos meus objetivos e continue seguindo pelo caminho certo e não mude a rota para o caminho errado. Muitas pessoas, inclusive eu, já cometeram este erro de começar no caminho certo, depois por diversas razões começar a trilhar o caminho errado, naturalmente não conseguindo os objetivos. Ele completa: Sou só uma pessoa comum, amo o esporte que faço, tenho meus objetivos e nunca desisto enquanto não os completar.

Agora estou em Orlando, nos Estados Unidos, prestes a realizar um dos meus maiores sonhos, fazer faculdade e jogar boliche pela Webber International University Athletics.

Graças aos meus pais, minha família e meus amigos, importantíssimos na minha vida porque me apoiaram nessa vinda para a terra onde o boliche é visto como Esporte.

Por vários motivos tive que adiar esta viagem que estava planejada para o início desse ano, mas sabia que teria problemas pela frente, o modo com qual os enfrentei que foi importante para mim. Não se consegue nada na vida de “mão beijada”, ou seja, nada vem sem esforço.

Por ironia do destino apareceu uma oportunidade que considero “A oportunidade”. Vou estudar marketing na Webber Atlética e entrar para a equipe de boliche deste ano, a qual será comandada pelos técnicos da Kegel, mais precisamente por três grandes técnicos de boliche, que tive o prazer de conhecer pessoalmente agora em julho e agosto: Joe Slowinski – Técnico principal, Del Warren – Técnico assistente e Randy Stoughton – Técnico assistente.

Nossos treinos serão diariamente na própria Kegel, pois a Webber fica há dez minutos de lá. Além de estudar em uma Universidade bem conceituada da Flórida vou treinar no melhor centro de treinamento do mundo, com um dos melhores técnicos do mundo, será uma ótima experiência em todos os sentidos. Espero encontrar e ajudar muitos brasileiros bolicheiros que forem para a Kegel daqui em diante.

Clique aqui e visite a página de boliche do site da Atlética Weber

De hoje em diante, vou levar mais a sério meus treinamentos mentais e físicos, quanto mais disciplina melhor. Vou estabelecer pequenos e grandes objetivos tanto no esporte como na minha vida.

Uma boa notícia a todos, o boliche tem grande chance de ser um esporte Olímpico em 2020. Daqui há 12 anos teremos a chance de trazer a primeira medalha de Ouro Olímpica de boliche para o Brasil.

Vou mandar noticias sobre os treinamentos na Kegel constantemente, penso que isso poderá acrescentar nem que seja 1% para algumas pessoas interessadas.

Boa sorte a todos!

Abraços,
Marcelo Suartz.

A GRAÇA DA DESGRAÇA

Danilo Gentili fala com bom humor sobre os males do cigarro.

O governador paulista José Serra quer vetar fumódromos e proibir cigarro em lugar fechado

O governo do estado anunciou nesta quinta-feira, 28.08.08, um dos mais duros projetos contra o fumo em São Paulo. Um projeto de lei que está sendo encaminhado à Assembléia Legislativa quer proibir em todos os estabelecimentos fechados, sejam eles públicos ou privados, incluindo bares, restaurantes, boates, hotéis e até em áreas comuns de condomínios. O projeto também proíbe a criação de fumódromos. Quem desrespeitar a lei poderá ser multado ou até ter a licença do estabelecimento cassada, sanções previstas no Código de Defesa do Consumidor.

De acordo com o projeto, o consumo de cigarros, cigarrilhas e charutos também não será permitido em ambientes de trabalho, estudo, culto religioso, lazer, esporte, casas de espetáculos, teatros, cinemas, pousadas, centros comerciais, bancos, supermercados, açougues, padarias, farmácias, drogarias, repartições públicas, instituições de saúde, escolas, museus, bibliotecas, espaços de exposições, veículos de transporte coletivo, viaturas oficiais e táxis.

Pela proposta, telefones e endereços dos órgãos de Vigilância Sanitária e de defesa do consumidor terão de ser afixados nos estabelecimentos. Os responsáveis deverão advertir os infratores e, na insistência das pessoas em fumar, pedir que saiam do local, chamando até mesmo a polícia, se necessário. O projeto prevê que qualquer pessoa poderá denunciar, à Vigilância Sanitária ou ao Procon, os locais onde a lei não for respeitada.

WORLD MEN´S CHAMPIONSHIP 2008 (9)

21 a 31 de agosto de 2008
SF Strike Bol Ngamwongwan
Nonthaburi, Tailândia

SEMIFINAIS DA FASE DE TERCETOS

Olha os asiáticos aí, gente!

Os coreanos (673) Choi Bok-Eum (212), Choi Ki-Bong (226) e Kim Tae-Young (235) não deram chance aos superstars norte-americanos (603), despachando Walter Ray Williams Jr. (188), Chris Barnes (194) e Tommy Jones (221) por 70 pontos de diferença.

A outra semifinal foi mais dramática, pois os japoneses (615), Toshihiko Takahashi (187), Shota (epa!) Kawazoe (226) e Tomokatsu (epa! epa!) Yamashita (202) venceram o outro trio das Américas (614) por apenas UM pontinho, com Bill Hoffman (169????), Patrick Allen (223) e Rhino Page (222).

Também o que esperar de Shota e Tomokatsu juntos? Só poderia dar no 169 do Hoffman…

Atualizando… (13h55)
[img:trios_gold_choi_bok_kim_choi_ki.jpg,full,vazio]
Os coreanos ganharam o Ouro merecidamente, fazendo arrasadores 723 pontos: Choi Bok-Eum (223), Choi Ki-Bong (255) e Kim Tae-Young (245), contra os modestos 553 dos japoneses que se consolaram com uma importante medalha de Prata: Toshihiko Takahashi (155), Shota Kawazoe (224) e Tomokatsu Yamashita (174).
[img:trios_silver_kawazoe_yamashita_takahashi.jpg,full,vazio]

Quanto aos norte-americanos, verdadeiras lendas vivas da PBA, os dois tercetos ficaram com o Bronze.

JOGO PERFEITO NO VIII NOTAP BOWLSHOP 300 (1)

O 8.º Campeonato Individual “No-tap” BowlShop Premiado (com handicap), teve início nos dias 20 e 21 de agosto de 2008 nas pistas do Planet Bowling, situado à Praça Jacomo Zanella, n.º 187 – Lapa – São Paulo/SP.

Além dos prêmios (bolas e $$$) a atração exclusiva do campeonato está na quinta e última partida, em cada uma das rodadas, que é jogada no formato “no tap”, ou seja, quando o jogador derruba 9 (nove) pinos na primeira bola, é marcado strike no frame, as demais jogadas são pontuadas normalmente.

Pois foi na última e quinta partida da rodada desta quinta-feira que Franz Monteiro, tetra medalhista FIQ no Torneio das Américas, conseguiu fazer uma partida de 300 pontos. Acompanhe no vídeo abaixo o último lançamento…

Ainda tem mais 7 rodadas para Franz garantir o seu prêmio de R$ 300,00 pela partida de 300 pontos, porque caso algum outro participante do campeonato consiga repetir o feito o desempate será na segunda maior partida, ou terceira, e assim por diante.

Resultados do Grupo 1 (Handicap de 0 a 29)
(posição, atleta, total pontos, partidas, média)
1. FLÁVIO ALONSO, 1188, 5, 237,60
2. FRANZ MONTEIRO, 1178, 5, 235,60
3. FERNANDO BUENO, 2315, 10, 231,50
4. MÁRIO FARIAS, 1105, 5, 221,00
5. RICARDO FILGUEIRAS, 1089, 5, 217,80
6. RAUL BATMAN, 1013, 5, 202,60
7. JAE LEE, 1010, 5, 202,00
8. FERNANDO CHOI, 979, 5, 195,80

Resultados do Grupo 2 (Handicap de 30 a 60)
(posição, atleta, total pontos, partidas, média)
1. SÉRGIO SAMPAIO, 1238, 5, 247,60
2. JAMES BRADFIELD, 2321, 10, 232,10
3. SOLANGE CANELAS, 1056, 5, 211,20
4. JOÃO TAVARES, 1031, 5, 206,20
5. ANDRÉ LOPEZ, 1008, 5, 201,60
6. ORLANDO D´ÁUREA, 961, 5, 192,20

Resultados Scratch (sem Handicap)
(posição, atleta, total pontos, partidas, média)
1. FRANZ MONTEIRO, 1128, 5, 225,60
2. FERNANDO BUENO, 2210, 10, 221,00
3. FLÁVIO ALONSO, 1093, 5, 218,60
4. MÁRIO FARIAS, 1085, 5, 217,00
5. JAMES BRADFIELD, 2071, 10, 207,10
6. SÉRGIO SAMPAIO, 988, 5, 197,60
7. JAE LEE, 987, 5, 197,40
8. RICARDO FILGUEIRAS, 954, 5, 190,80
9. FERNANDO CHOI, 904, 5, 180,80
10. SOLANGE CANELAS, 901, 5, 180,20
11. RAUL BATMAN, 878, 5, 175,60
12. ANDRÉ LOPEZ, 861, 5, 172,20
13. JOÃO TAVARES, 830, 5, 166,00
14. ORLANDO D´ÁUREA, 791, 5, 158,20

Participe. É só comparecer as 20h na quarta ou quinta-feira no Planet Bowling. Seja bem-vindo!

BOLICHEMANIA (5): FICOU PRONTA A STRIKE 10 BIKE

[img:StrikeBike.jpg,resized,vazio]
A célebre família Teutul apresentou no episódio 19 (5.a temporada) da série de TV “American Choppers” a Strike 10 Bike, encomendada pela BPPA (Associação dos Proprietários de Boliche da América), durante a International Bowl Expo 2008 (21 a 27 de junho, Orlando, Flórida, EUA). O programa foi exibido no dia 7 de agosto de 2008, no canal TLC da TV norte-americana.

Os Teutul, Paul Senior, Paul Junior e Mikey, são conhecidos como os “magos das motocicletas” desde 1999, quando fundaram a Orange County, em Nova Iorque.

Quase pronta…
[img:strikebike1.jpg,full,vazio]
Bola no tanque…
[img:strikebike_tanque.jpg,full,vazio]
[img:strikebike_tanque2.jpg,full,vazio]
Pino na roda…
[img:strikebike_roda_pino.jpg,full,vazio]

O primeiro teste na estrada…

XVII BRAZIL OPEN CUP QUBICA AMF 2008 (3)

Zoghaib and Rodrigues to represent Brazil in 2008 QubicaAMF Bowling World Cup – Tiger Bowling Center Lanes in Sao Paulo, Brazil (August 14-17, 2008)

Renan Zoghaib and Roberta Rodrigues won the 17th Brazil Open Cup QubicaAMF 2008 at Tiger Bowling Center Lanes in Sao Paulo, Brazil and will represent Brazil in the 44th QubicaAMF Bowling World Cup from November 7-15, 2008 in Hermosillo, Mexico. The Brazilian World Cup qualifier was organized by Pin1 Bowling Supply.

Zoghaib (pictured left) and Rodrigues led the men’s and women’s division after 18 games with 208.28 and 200.06 average, respectively, en route to earn the No. 1 seed for the five-player stepladder finals; a huge advantage as the No. 1 seed must be defeated twice to win the title.

Raoni Dipoldi defeated Marcelo Suartz, Brazil’s representative in last year’s BWC in St. Petersburg, Russia, and Fernando Bueno in the opening shoot-out match, 229-187-160.

No. 2 seed Charles Robini, son of Roseli Santos, Brazil’s female bowler in St. Petersburg, stopped Dipoli in the semifinal, 182-151, to earn the right to bowl Renan Zoghaib for the title. Robini carried the momentum into the title match and defeated the No. 1 seed in the first game, 227-212, to force a decisive game.

Zoghaib rebounded with a 205-198 win in the decider to win the 17th Brazil Open and to secure the ticket to Hermosillo.

In the opening match in the women’s division, Marina Suartz, Marcelo mother, easily defeated Katia Abrao and Maria Santos, 171-147-123. Second-seeded Roseli Santos flew past Suartz in the semifinal, 233-149, to meet Roberta Rodrigues (pictured right) in the title match.

Santos, who represented her country in the 2007 Pan Am Games in Rio de Janeiro, was one win away from her second consecutive BWC participation after defeating Rodrigues in the first game of final, 214-182. However, Rodrigues had other plans and came back with a 213-210 win in the decisive game to seal the victory.

Men’s Division
[img:copa_br_qubicaamf_2008_renan.jpg,full,vazio]
Championship Round:
1. Renan Zoghaib
2. Charles Robini
3. Raoni Dipoldi
4. Marcelo Suartz
5. Fernando Bueno

Playoff Results:
First Match: #4 Dipoldi (229) def. #3 Suartz (187) and #5 Bueno (160)
Second Match: #2 Robini def. #4 Dipoldi, 182-151
Championship Match: #2 Robini def. #1 Zoghaib, 227-212
and in the decisive Match: #1 Zoghaib def. #2 Robini, 205-198.

Players with position, 18-game pinfall and average. Top 5 advance to match play
1. Renan Zoghaib, 3749, 208.28
2. Charles Robini, 3662, 203.44
3. Marcelo Suartz, 3596, 199.78
4. Raoni Dipoldi, 3495, 194.17
5. Fernando Bueno, 3459, 192.17

Missed Cut:
6. Darcy Franzese, 3430, 190.56
7. Flavio Alonso, 3418, 189.89
8. Zadir Castilho, 3425, 189.72
9. Bira Teodoro, 3409, 189,39
10. Chico Chaves, 3367, 187.06
11. Geraldo Couto, 3346, 185.89
12. Celso Barata, 3315, 184.17
13. Valdecir Montti, 3254, 180.78
14. Ademir Medina, 3240, 180.00
15. Stevan Horng, 3238, 179.89
16. Oswaldo Iervolino, 3214, 178.56
17. Wagner Cerchiai, 3170, 176.11
18. Tarik El Kadri, 3151, 175.06
19. Francisco Batata, 3119, 173.28
20. Alexandre Simao, 3090, 171.67
21. Cristian Soto, 3050, 169.44
22. Paulo Piazentino, 3033, 168.50
23. Ronaldo Vieira, 3026, 168.11
24. James Bradfield, 3010, 167.22
25. Nelson Marques, 3010, 167.22
26. Ailton Santos, 2987, 165.94
27. Douglas Junior, 2985, 165.83
28. Odenis Oliveira, 2982, 165.67
29. Marcelo Aguiar, 2966, 164.78
30. Fabio Chemin, 2919, 162.17
31. Rafael Gasparini, 2631, 146.17
32. Nelson Leite, 2400, 133.33
33. Sergio Sampaio, 1853 (12 games), 154.42

High game: 258 – Renan Zoghaib

Women’s Division
[img:copa_br_qubicaamf_2008_roberta.jpg,full,vazio]
Championship Round:
1. Roberta Rodrigues
2. Roseli Santos
3. Marina Suartz
4. Katia Abrao
5. Maria Santos

Playoff Results:
First Match: #3 Suartz (171) def. #4 Abrao (147) and #5 Maria Santos (123)
Second Match: #2 Santos def. #3 Suartz, 233-149
Championship Match: #2 Santos def. #1 Rodrigues, 214-182
and in the decisive Match: #1 Rodrigues def. #2 Santos, 213-210.

Players with position, 18-game pinfall and average.
1. Roberta Rodrigues, 3601, 200.06
2. Roseli Santos, 3275, 181.94
3. Marina Suartz, 3172, 176.22
4. Katia Abrao, 2720, 151.11
5. Maria Santos, 2703, 150.17

High game: 237 – Roseli Santos.

PS: A PIN1 Bowling Supply, responsável pela XVII Copa Brasil QubicaAMF 2008, comunica que em razão da desistência da jogadora Roberta Rodrigues, classificada em 17/08/08 a representante feminina do Brasil na 44.ª Copa Mundial Qubica AMF de Boliche será Kátia Abrão, da Federação Paulista de Boliche.

UM VELHO NOVO CLUBE PAULISTA

[img:logo_primeiro_maio_fc200px.jpg,full,vazio]
A FPBOL (Federação Paulista de Boliche) anunciou a filiação de um novo clube. Trata-se do Primeiro de Maio Futebol Clube, com a divisão de boliche inclusa entre os demais esportes do clube: basquete, bocha, futsal, judô, natação, snooker, futebol society e squash.

Fundado há 95 anos em 18 de agosto de 1913, por um grupo de 25 operários da cidade de Santo André, região metropolitana da capital paulista, possui sede própria com um completo centro social (Av. Portugal, 79), com 3.600 m2 de área construída num terreno de 18.000 m2.

Atualmente conta com mais de 12 mil filiados que têm à disposição um amplo salão de festas, restaurante, anfiteatro, sala de tv e ar condicionado.

Sejam bem-vindos!

Clique aqui para visitar o site