FEDERAÇÃO BRASILIENSE PROPÕE PAUTA PARA A.G.E. DA CBBOL

A federação brasiliense divulgou uma carta com propostas para a próxima assembléia geral extraordinária da CBBOL (Confederação Brasileira de Boliche), a qual está transcrita a seguir:

“Brasília, 9 de julho de 2012

Prezados,

Nos últimos dias presenciamos diversos diálogos envolvendo, sobretudo, a conduta da Diretoria da CBBol. Também recebemos um e-mail do atleta Paulo Feijó, da Federação de Boliche do Rio de Janeiro, pontuando diversos acontecimentos ocorridos ultimamente.

Nos chamou atenção, principalmente, a mudança ocorrida no ranking de convocação. Em contato direto com o Diretor Técnico, Tuca Maciel, nos foi confirmada a alteração (não correção) de ranking por média para soma de pontos.

Alterar o critério de convocação imediatamente antes de convocar uma seleção (mesmo que não tenha havido alteração dos convocados, como foi colocado) sem consulta às Federações, parece bastante estranho. Igualmente é estranho não divulgar, previamente, a quantidade de vagas técnicas para o evento.

Tendo como tema o e-mail do atleta Paulo Feijó, a Diretoria da FBDF debateu e deliberou propor a realização de uma Assembleia-Geral Extraordinária durante a realização do Brasileiro Individual, no período de 6 a 9 de setembro, para discutir e votar alguns pontos que entendemos ser de extrema relevância para o bom andamento de nosso esporte.

Segue , a seguir, a pauta proposta pela FBDF, e aberta a sugestões das demais Federações.

1. Obrigatoriedade de Prestação de contas pela CBBOL após a realização de cada evento, contendo as seguintes informações:
1.1. Número total de participantes do evento (conforme listagem geral – All Events – divulgada para critério de Ranking Nacional)
1.2. Número de atletas pagantes
1.3. Número de cortesias
1.4. Número de atletas inadimplentes (referentes exclusivamente ao torneio)
1.5. Custos com o boliche
1.6. Custos com a organização
1.7. Discriminação dos custos de deslocamento e despesas de delegados e dirigentes
1.8. Saldo remanescente (ou prejuízo) em (des)favor da CBBol

2. Divulgação de balancetes mensais da CBBol até o fim do mês subsequente com especificação detalhada de receitas e despesas;

3. Publicação de balanços técnicos;

4. Publicidade dos pareceres do Conselho Fiscal.

5. Pagamento das inscrições para os torneios CBBOL até 10 dias antes da realização do evento.

6. Abolição imediata do NRC (Novo Ranking de Convocações).

7. Mudança do ponto-base dos eventos, com adoção de ponto-base 75 para todos eventos, com as seguintes alterações a cada evento:
– Evento disputado em boliche oficial (automático): + 10 pontos;
– Campeonato Brasileiro: + 5 pontos;
– Evento disputado com óleo gel (*), com características dos adotados internacionalmente, ou equivalente: + 5 pontos;
– Evento disputado em dois patterns de gel (*): + 5 pontos

8. Criação dos rankings sênior e juvenil

9. Obrigatoriedade de uso do número de inscrição no ranking para inscrição em eventos e divulgação de resultados destes (de forma a evitar a duplicidade de nomes no ranking, divergências de nomes, e agilizar a divulgação).

10. Ocultação no ranking, ou divulgação em separado, dos nomes dos atletas que não atualizarem seus dados.

11. Manutenção da definição prévia do calendário e extensão dos patterns (curto, médio ou longo), excluindo-se as taças, antes do início da temporada;

12. Definição do(s) pattern(s) por sorteio, com exclusão das combinações anteriores para os eventos posteriores, nos eventos nacionais.

13. Fim das seleções permanentes.

14. Convocações utilizando-se o ranking nacional com limite de uma vaga técnica para seleções acima de 4 jogadores.

15. Definição prévia de período mínimo padrão para convocação de eventos internacionais, a ser feita com base no ranking da data da convocação. Assim, como padrão, para qualquer convocação seria usado o ranking de 60 (sessenta) dias antes da data do evento, o que impediria a subjetividade da definição da data da convocação. Recaindo a data da convocação em data de realização de evento válido para o ranking, seria contado o ranking do dia imediatamente posterior ao término do evento.

16. Definição prévia (início do ano) pela CBBOL para utilização ou não de vaga técnica (limitada a uma, para seleções com quatro ou mais atletas) para cada evento internacional do calendário.

17. Divulgação dos critérios para obtenção do bolsa-atleta

Atenciosamente,
Federação de Boliche do Distrito Federal”

(para ver a carta original em arquivo .pdf clique aqui)

Anúncios

2 Respostas para “FEDERAÇÃO BRASILIENSE PROPÕE PAUTA PARA A.G.E. DA CBBOL

  1. Parabéns à FBDF ! Enfim uma federação que se manifesta e mostra que está lutando pelos seus atletas.

  2. Faço minhas as palavras da Karla. Espero que a FPBOL endosse a proposição de pauta da FBDF.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s