DIÁRIO PESSOAL NA 48.ª COPA MUNDIAL (4): POLONESES QUE DESAPARECEM NA CALÇADA…

diario_logoDurante a 48th QubicaAMF Bowling World Cup (25/nov-1/dez-2012 – Sky Bowling Centre)
Wroclaw (Breslávia) – Polônia

Jerzy Kalina é um artista polonês nascido em 15 de abril de 1944, autor de instalações públicas e outras atividades culturais.

Sua obra mais famosa, denominada “Transição”, é um conjunto de 14 esculturas instaladas no cruzamentos das avenidas Swidnicka e Marszałka Józefa Piłsudskiego, em Wroclaw, Polônia (clique aqui para ver no Google Maps).

Esse memorial foi instalado em dezembro de 2005, durante o 24.º aniversário da Lei Marcial imposta pelo governo em 13 de dezembro de 1981. Foi intitulado “Przejscie”, em polonês, ou “Transição” em português. São 14 estátuas de bronze que representam pedestres anônimos, homenageando as pessoas que desapareceram durante a introdução da odiosa Lei Marcial.

Através da sua obra impactante, Kalina representou os cidadãos poloneses mortos e desaparecidos durante o regime do general Jaruzelksi , no grupo de sete pedestres que desaparecem no interior da calçada.

A Lei Marcial foi revogada em 1983, e este ato está representado pelo outro grupo de estátuas, também em número de sete, que emergem na calçada na outra esquina.

bom_samaritano2

Mais fotos…

kalina_marina

Marina Suartz

onde_esta_wally_4kalina_birakalina_marina2

 

kalina_goto

Cláudio Goto

bom_samaritano

Anúncios

4 Respostas para “DIÁRIO PESSOAL NA 48.ª COPA MUNDIAL (4): POLONESES QUE DESAPARECEM NA CALÇADA…

  1. Marina Suartz

    BIRA!!!
    Você realmente é nosso correspondente perfeito!!!
    Adorei as postagens, mostra bem a realidade que vimos!!!
    Cobertura perfeita!!! Inclusive do BOLICHE!!!
    Se fosse o Marcelo, já te contratava!!!
    Com o prazer e entusiasmo que você tem e faz acontecer!!
    É singular!!! rsrs
    Muito obrigada pela companhia!!!
    bjss

    • Marina
      Obrigado por ler meus posts e pelos elogios.
      Meus artigos são a demonstração do grande prazer e da felicidade que tenho em participar desse mega evento mundial.
      Espero que também a sua alegria e prazer, junto com a do Cláudio Goto incentivem nossos companheiros de pistas a se inscreverem na próxima Copa Brasil, porque é uma experiência inigualável!
      Bjsss

  2. Birowiski!
    O porte deste evento é grandioso e aqueles que tem a oportunidade de participar deveriam aproveitar, como nós fizemos na Polônia, não só no aspecto de confraternização da diversidade multicultural mas também pelo conhecimento social e histórico da localidade sede do evento.

    Eu, particularmente, ainda tive a oportunidade de conhecer os serviços públicos (hospital) deste país, em desenvolvimento, que apesar de estar na Europa, ainda apresenta muitos sinais de ‘leste europeu’! Os trens urbanos (espécie de tróleibus) são interessantes e geraram algumas risadas, aventuras e bate-papo com polonesas (que por sinal falam muitíssimo bem o idioma inglês) para nos orientar no ir-e-vir ao centro da cidade de Wroclaw. (já imaginaram pagar o bilhete do transporte com cartão de crédito, com o ‘trem’ em movimento, com aquele piloto que comprou CNH?)

    O resultado desta experiência é inegavelmente ‘ímpar’, pois você participa de algo que gosta muito (bolichear) com ‘feras’do mundo todo! Todos os estilos, jeitos e trejeitos podem ser presenciados neste campeonato [‘girudo’ do Azerbaijão, ‘canhão-rotativo’ da Bélgica (40km/h), tecnologia ocular da Russia (?) e outras mais] e aqueles que tem jogos convencionais e ‘sólidos’ que os levaram às finais (Ken Marshal, Andres Gomes e Abdul).

    O network que se constrói é importantíssimo em todos os aspectos (pessoal, profissional, …)

    E, Birowski, Parabéns pela cobertura, profissionalismo, dicas importantes e acima de tudo pelos momentos de descontração nesta viagem. Você é o cara certo para representar os ‘latinos’ neste evento e mostrar a todos com pormenores os bastidores e redondezas deste evento. Nos momentos que passei na sala de imprensa, os ‘seus’ colegas que agora são ‘meus’ também, te respeitam e te admiram como o melhor representante brasileiro como imprensa, pela seriedade, descontração e acima de tudo companheirismo!

    Falando em latinos, …. há outras histórias para contar sobre os nossos amigos ‘portugas’ (Paulo, Ana, Marcio e Lara) …

    Estes fatos apresentados acima e outros que posso contar pessoalmente me motivam a voltar novamente a tal campeonato, noutra localidade, com aquele gostinho de “Histórias para contar, Amigos para encontrar”.

    Grande abraço e obrigado, CG

    • Goto Sky

      Você foi preciso nos seus comentários, resumindo de forma brilhante o que é uma participação na QubicaAMF Bowling World Cup. Curtir a companhia de vocês dois com todos os participantes do mundo inteiro é realmente uma experiência única. Obrigado pelas translations que me foram muito úteis e também pela paciência nas fotografias e filmagens.

      Bem lembrada a aventura no Tróleibus Polonês, sobre a qual verei se dá pra fazer um post.

      aBIRAços

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s